http://comandoestelar.zip.net/

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Visualizações Criativas - Parte 1

    Nós, Filhos de Deus, somos dotados de um Poder Absoluto, pouco conhecido, que é a capacidade de co-criar tudo e qualquer coisa no Universo! Nossa mente carrega consigo o gérmen da criação! Somos o que pensamos, sentimos e realizamos. Nossa mente é um receptáculo de energias, e ao mesmo tempo que recebe, emana. Essa(s) energia(s), provêm do Fluido Cósmico Universal, "matéria" básica de tudo que existe no Cosmos. É difícil conceber esta ideia, por conta de nossos corpos serem extremamente densos, mas temos que saber que, nas dimensões espirituais, esta matéria, é bem mais sutil. Assim, nossa mente tem a capacidade de plasmar o que pensa! Quanto maior for a intensidade, mais concreta torna-se esta criação! Damos a essas forças-pensamentos, o nome de Egrégora, podendo esta ser individual ou coletiva. Cada humano tem registrado em suas respectivas casas mentais, suas Egrégoras, assim como uma Sociedade ou a Humanidade por inteira.
     Nossa mente é o elo seguro entre o que realmente somos ( Espírito) e nosso corpo! Dependendo da Escola espiritualista que o amigo leitor participe, ou conheça, a nomenclatura pode ser distinta, por exemplo, para o Espírita, o Espírito é o nome correspondente á Consciência Absoluta, ao ser integral, já para grande parte do meio esotérico, este nome é usado como corpo intermediário, sendo a consciência absoluta, chamada de corpo búdhico! Tudo apenas uma questão de semântica. Nossas emoções, também apresentam poder de criação, criando juntamente com os sentimentos, o que denominamos elementares, não confundir o amigo com os ELEMENTAIS, os seres que correspondem as forças da natureza. Elementares são nossas criações conscientes ou não, resultados de nossos medos, dores, incertezas, etc, que ficam impregnados em nossos corpos astrais! Uma vez criados, eles não podem ser destruídos, mas sublimados, já que na Lei, nada se perde, tudo se transforma, e sublimar, esotericamente falando, significa disciplinar, controlar, ter sob seu poder. Assim, quando falamos em sublimar um desejo, um sentimento, um medo, queremos dizer, que estas criações não nos controlem mais, porém, sejam controladas por nós, e essas energias, tomarão seus rumos evolutivos perante a Obra Divina
     Com todas essas capacidades que temos, percebemos facilmente que possuímos um poder imenso que nos foi ofertado, mas que pouco o utilizamos conscientemente, tendo em vista que, usufruímos incessantemente do mesmo, só que sem saber, e nisto reside o problema! Somos responsáveis por tudo que geramos no Universo, dessa forma, tudo que expelimos, deve ser por nós controlado, todavia por nossa ignorância, simplesmente os desprezamos, gerando dor e sofrimento a nós  e aos que estão a nossa volta! Quando o Mestre Rabi, sentenciou que que éramos Deuses, foi a esse poder que referiu-se, ao de criarmos o que pudermos com nossa mente, através da nossa vontade, fé e direcionamento. Eis a grande chave para a questão; usar das forças corretas e necessárias para dar forma e poder as nossas criações, todavia isso requer MUUUUUUUIIIIIITO esforço e treinamento, não é algo que se consiga do dia para noite. Jesus e outros mestres sabiam disso, porém já eram irmãos bem mais antigos e por isso mesmo, já verdadeiros iniciados com conhecimento de causa. Mas o amigo pode questionar - isso é um contrassenso, afirmei que estamos a criar a todo instante, e agora digo para esta criação sair como desejamos precisamos treinar demais??? Exatamente! Nossa mente quando pensa, molda a "matéria" astral, criando as forças-pensamentos, assim, vai desenhando em torno de si aquilo que pensamos, quanto mais repetitivo e intenso for esses pensamentos, mais concretas serão as formas, e mais "vida" elas terão, chegando até, passar a agir por conta própria, é como se criássemos um ser movido a pilha, até a mesma acabar, ele agirá sozinho, movido por sua pré-consciência, ou seja, aquela força-motriz que o criou, é quem o abastece. Exemplo: Se pensamos demasiadamente num sentimento de vingança para alguém, esse pensamento ganha forma e vida de maneira tal, que nos astral, pode até ser confundido com um ser espiritual pelos menos experientes, e este ser tende a se locomover buscando aquele para qual o pensamento foi direcionado. Se o outro estiver numa  faixa vibratória diferente, evidente que se verá livre, assim, a criação volta-se contra o criador! Este foi apenas um, de infinitos exemplos que poderíamos dar. Para os pensamentos positivos ou até mesmos os mais insignificantes, acontece da mesma maneira. Daí, Jesus alertava-nos, Vigiai(os pensamentos) e orai, para que sempre permacêssemos em Pax! Porque PAX com "X", porque a PAZ humana, que é ilusória e temporária, é a que se escreve com "Z", esotericamente falando, a PAX divina, que é REAL, VERDADEIRA, INFINITA, é a com "X".
     Meus amigos, a intenção deste primeiro texto, é apenas apresentar para quem não conhece, este assunto tão importante e que tanto repercute no nosso cotidiano sem sequer dar-mo-nos conta. Qualquer um que já investigava assuntos espiritualistas, com certeza já ouviu falar do mesmo, assim, também estamos abertos a críticas, sugestões e acréscimos, não partimos NUNCA do conhecimento fechado em si, acabado, mas sempre totalmente construído, verificado, comprovado e se necessário for, corrigido. No próximo texto, apresentarei mais detalhes deste assunto vasto e extenso, mas delicioso conhecer, porque faz parte da Assertiva presente em Delfos, na Grécia Antiga - Conhece-te a ti mesmo! Também apresentarei alguns exercícios que podem auxiliar no treinamento da mente, para que possamos utilizar essas forças importantes para o bem geral e claro, nossa prosperidade física, emocional e espiritual, construindo desde já, o Reino dos Céus, na Terra!